Florentín explica troca de Gustavo por Hayner na segunda etapa

(Foto: Anderson Stevens / Sport Club do Recife)

Na derrota de virada por 2×1 para o Palmeiras nesta segunda-feira (25), o Sport fez o pior jogo desde que conquistou sobrevida no Brasileirão. Sofrendo pressão desde que abriu o placar, aos 3 minutos, o Leão não demonstrou força ofensiva e não voltou a assustar o goleiro adversário depois do gol. O baixo rendimento das peças de ataque foi um dos fatores que pesaram para isso. E uma das peças que esteve abaixo foi o meia Gustavo, que tem sido um destaque rubro-negro na competição.

Na coletiva após a partida, o técnico Gustavo Florentín comentou a atuação do prata da casa. O treinador tirou o camisa 10 do confronto durante o segundo tempo para acionar o lateral direito Hayner, e explicou o motivo da substituição.

”Nós já tínhamos um aviso de que estavam com problemas Ewerthon, com problemas musculares, e Gustavo que não teve uma boa partida, não teve uma participação como está acostumado nas últimas partidas. E nesse setor nos fizeram muitos danos. Faltou um pouco mais de Gustavo. Então a ideia era tratar de ter o apoio a Ewerthon com Hayner, mas isso durou 3 a 5 minutos, porque tivemos que mudar novamente o Ewerthon e aí mudou toda a ideia. A verdade é que tivemos muitos inconvenientes nessa partida.”