Chico tem atuação impecável diante do Cruzeiro, e comenta sobre emoção de fazer gol pelo Sport com a Ilha lotada

Chico foi um dos melhores em campo pelo Sport

Cruzeiro perdeu para o Sport por 3 a 1, na Ilha do Retiro, neste domingo. Formado nas categorias de base do clube, o zagueiro Chico, de 24 anos, foi uma das novidades na escalação rubro-negra para o jogo contra a Raposa. Além de ter aberto o caminho para a vitória por 3 a 1, o defensor ainda foi escolhido o craque do jogo na opinião dos comentaristas da Rede Globo Roger Flores e Cabral Neto.

Esta foi apenas a 10ª partida de Chico na Série B com a camisa do Sport. A terceira como titular. E o gol de cabeça, aos 21 minutos da etapa inicial, foi o seu primeiro na temporada. Com direito a uma Ilha do Retiro lotada. Cenário que estava nos melhores sonhos do prata da casa. O público de 19.600 torcedores foi o maior do Leão no estádio nesta Série B.

“Eu sonhei com isso. Sempre sonhei em fazer um gol assim, coma Ilha do Retiro lotada. Fiz um ano passado na Arena, mas aqui é diferente. Aqui é a nossa casa”, destacou Chico, após a partida.

“Quero agradecer a todo mundo. A minha família, a minha namorada, que sempre estão junto comigo, sempre me colocando pra cima. Trabalho muito no dia a dia esperando a minha oportunidade. E quando ela chega, eu vou lá e faço a minha parte. Graça a Deus pude contribuir com gols e sair com a vitória, que é o mais importante”, completou Chico.

GOLS DE SPORT 3×1 CRUZEIRO (CHICO, VAGNER LOVE E FACUNDO LABANDEIRA)

O que aconteceu na partida

No primeiro tempo, o que se viu foi um Cruzeiro detentor da posse de bola, mas pouco incisivo. Enquanto isso, o Sport apostava em transições rápidas. Dessa forma, exigiu boas intervenções de Rafael Cabral. 

De tanto martelar, os pernambucanos chegaram ao gol, com o zagueiro Chico, de cabeça – foi o primeiro gol do defensor na temporada. Depois disso, quando a Raposa ameaçou crescer de produção e ocupava o campo de ataque, Vágner Love acertou o cantinho para ampliar o marcador em Recife. 

Além do resultado, na primeira etapa, Paulo Pezzolano ainda perdeu dois jogadores machucados: Rafa Silva e Wesley Gasolina deixaram o campo no Cruzeiro, para as entradas de Daniel Jr e Jajá, respectivamente.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, Bruno Rodrigues bateu de longe e contou com uma colaboração do goleiro Saulo para marcar e recolocar o Cruzeiro no jogo. A partir o time celeste tomou conta da posse de bola e estabeleceu uma pressão.  

Porém, os planos estrelados não contavam que, em uma bola esticada, Facundo Labandeira ganharia uma disputa individual de Willian Oliveira e sairia na cara do gol. O uruguaio tocou na saída do goleiro, ampliou o placar e sacramentou o resultado. 

A quarta derrota do Cruzeiro na Segunda Divisão significou o fim de uma invencibilidade de 16 jogos do time celeste. Para o próximo jogo do Sport, há expectativa de uma Ilha do Retiro lotada, mais uma vez.