Após derrota para Sport, jogador do Náutico expõe momento conturbado e manda indireta; Veja

Volante do Náutico desabafa após derrota para o Sport

O Náutico se afundou ainda mais na lanterna da Série B após derrota para o Sport. Nem o alvirrubro mais otimista consegue negar: o Náutico está em crise e afundado na Série B do Campeonato Brasileiro. Depois da derrota para o Sport, nessa quarta-feira (27), o volante Jobson não escondeu o momento ruim que vive o time

Em entrevista à TV Globo, Jobson sinalizou que existem jogadores no elenco do Náutico que já “jogaram a toalha”. Além disso, frisou que erros individuais prejudicaram o Timbu nos últimos jogos válido pela Série B.

“É um momento muito complicado. A gente inicia os jogos bens, mas com erros individuais acabamos cedendo os gols para os caras. É difícil falar isso, o torcedor já está cansado de escutar, mas vamos continuar trabalhando”, afirmou Jobson.

“Tem que ser homem para entrar em campo. Tem que jogar quem quer. Enquanto tivermos pontos vamos continuar brigando”, completou o volante do Náutico.

Com 27 pontos, o Náutico está afundado na lanterna da Série B. Para sair do Z-4, o Timbu precisa tirar uma diferença de oito pontos para o lado de fora da degola. Isso nas seis rodadas restantes. O Guarani é o 15° com 35 pontos.

GOLS DE SPORT 2×1 NÁUTICO (FABINHO E VAGNER LOVE)

Após derrota em clássico, atacante do Náutico chora e é consolado por zagueiro do Sport

A derrota de virada para o Sport deixou o Náutico mais perto da Série C. A situação cada vez mais sem esperança fez o prata da casa Júlio desabar no choro após a partida. E ser consolado pelo zagueiro Sabino, um dos jogadores mais experientes do Sport. Júlio foi acionado no clássico ainda no primeiro tempo, substituindo o também atacante Geuvânio, autor do gol do Náutico.

Porém, teve uma atuação discreta, sendo facilmente marcado pelos defensores do Sport. Com a derrota no clássico, o Náutico ainda fecha 2022 com mais uma marca negativa. A de não conseguir vencer nenhum jogo contra os seus principais rivais do estado.

Contra o Sport foram três derrotas (todas de virada) e um empate. Já contra o Santa Cruz, dois empates. Ambos pelo Campeonato Pernambucano. A última vez que o Náutico não conseguiu vencer rubro-negros e tricolores dentro de uma mesma temporada foi em 2003.